A planilha eletrônica de dados cartográficos no formato .ODS, é o tipo de arquivo adotado pelo SIGEF (Sistema de Gestão Fundiária) para a certificação de imóveis rurais, conforme determina a 3ª edição da NTGIR INCRA.

Uma das principais mudanças da 3ª para a 2ª edição NTGIR INCRA, é exatamente o fato de que para o INCRA, desde 2013, as certificações devem ser entregues “apenas” no formato ODS, ou seja, de maneira online.

Além do formato exigido (extensão .ODS), existem alguns formatos de casas decimais e padrões para o preenchimento desta planilha eletrônica para que ela seja corretamente aceita no SIGEF.

O objetivo deste artigo é trazer algumas dicas para o correto preenchimento da planilha ODS!

Vamos lá!

Casas decimais e formatos padrões

Lat/Long com 3 casas decimais: 0,123

Exemplo: 00 00 00,000”

UTM com 2 casas decimais: 0,12

Exemplo: 7747500,00

Distâncias com 2 casas decimais: 0,12

Exemplo: 100,00

Sigmas com 2 casas decimais: 0,12

Exemplo: 0,01

Altitude com 2 casas decimais: 0,12

Exemplo: 600,00

Azimute com grau e minuto

Exemplo: 00°00’

Matrículas/Transcrições separadas por vírgula

Exemplo: Mat. 1234,5678 ou Transc. 1234,5678

CPF com ponto e hífen no final

Exemplo: 111.111.111-11

CNPJ com ponto, barra e hífen no final

Exemplo: 00.000.000/0000-00

Código INCRA com hífen no final

Exemplo: 2222222222-2

Municípios separados por ponto-e-vírgula

Exemplo: Piracicaba-SP; Limeira-SP

Código dos vértices em letra maiúscula e informações separadas por hífen

Exemplo: AAAA-M-11111

CNS (Código Nacional de Serventia) com ponto e hífen no final

Exemplo: 00.000-0

 

É importante lembrar que o início da descrição do perímetro deve ser “mais ao norte”. Se houver outro vértice na mesma latitude geodésica, a descrição deverá se iniciar pelo mais a oeste entre os dois.

E para finalizar, um dos itens que mais pode ocasionar advertências, é a certificação com altitudes zeradas. Então, atenção neste ponto. Não devemos certificar vértices que não tenham altitude!

Certificar um imóvel no INCRA ficou muito mais fácil e rápido. Por outro lado, o preenchimento correto da planilha eletrônica .ODS deve ser de total responsabilidade do profissional Geomensor credenciado. Obviamente, a tecnologia pode ajudar e muito no correto preenchimento destas informações evitando erros e advertências!

Se gostou deste conteúdo, compartilhe com seus colegas!

E se quiser conhecer um sistema que ajudará você a preencher de forma correta e automaticamente as informações da planilha .ODS e ainda te avisa em caso de vértices com altitudes zeradas, clique aqui!